Vivemos um momento em que a sexualidade está cada vez mais prematura. Os jovens iniciam muito cedo a vida sexual, normalmente sem conhecer as consequências, colocando em risco a sua saúde. Torna-se cada vez mais necessário que a criança e o jovem saibam sobre seu corpo, sobre o que é diversidade de gênero e, até mesmo, sobre como conviver com as diferenças.

É inquestionável que tudo isso indica a necessidade de uma educação sexual nas escolas efetiva, para atingir os jovens que não têm acesso a esse tipo de informação. 

Por isso, o Foco Educação Profissional criou um curso de educação sexual para que interessados, educadores e família saibam como lidar com esse tema e esclarecer e orientar filhos e alunos. 

Se você quer saber mais sobre esse tema tão importante e necessário de discussão, leia este artigo no qual apontamos os principais tópicos de nosso Curso Online Educação Sexual para Crianças e outros cursos online relacionados ao assunto. 

Responsabilidades da escola, sociedade e família na educação sexual

Muito se discute de quem é a responsabilidade da educação sexual. Alguns afirmam que ela deve ser da família, outros defendem fielmente a importância da educação sexual nas escolas. A educação sexual, ao contrário do que muitos pensam, trata de amor, afeto, amizade, relacionamentos e de prazer. Ela é extremamente importante porque nos ajuda a refletir melhor e encontrar formas de viver de maneira saudável e segura.

O trabalho da escola e dos pais deve ser feito em conjunto, sempre focando em assuntos como o que é diversidade de gênero, preconceitos em geral e sobre a vida sexual do adolescente, para evitar doenças sexualmente transmissíveis (DSTs) e uma gravidez indesejada. Sobre essas duas situações, o portal tem excelentes opções em qualificação: para saber mais sobre DSTs, compreender melhor os sintomas e suas formas de contágio há o Curso Online Doenças Sexualmente Transmissíveis.

Já o Curso Online Gravidez na Adolescência trata desse que é um problema no mundo e que destaca o Brasil por tem um índice maior que a média da América Latina e quase 30% a mais que a média mundial de casos de gravidez de adolescentes entre 15 e 19 anos, segundo relatório recente da Organização Mundial da Saúde. Nosso curso alerta para os riscos para a mãe adolescente e o bebê e reforça a importância do planejamento familiar.

Mas se engana quem pensa que a educação sexual deve ser apenas tratada com adolescentes. A criança também tem uma sexualidade, claro, que de forma diferente. Com aproximadamente 4 anos, a criança começa a sentir curiosidade sobre seu corpo e quer entender se o corpo do seu amigo é igual ao dela.

Ou seja, nessa época, a criança está rodeada de diversidade de gênero na escola, por isso sempre se questionando e buscando respostas para suas dúvidas. Nesse caso, o papel da educação sexual saná-las, de forma satisfatória e verdadeira. Essa abordagem é melhor aprofundada em nosso curso educação sexual.

Cursos relacionados que podem te interessar:

O papel da família na educação sexual 

Podemos dizer que dentro da família os pais são os principais educadores dos filhos. Claro que o papel dos pais também pode ser feito por avós, tios e até mesmo irmãos. A família está presente em todo o processo de crescimento da criança e presencia desde o seu primeiro contato com o corpo até o amadurecimento sexual.

Quando ainda criança, o papel da família é criar um ambiente no qual a menina ou o menino sintam-se confortáveis para tirar suas dúvidas e expressar seus sentimentos, sem julgamentos. O mesmo conselho pode ser aplicado para os adolescentes, de forma geral.

Uma pesquisa realizada pelo Centro Universitário Nove de Julho mostra que grande parte dos adolescentes não conversa sobre sexo com os pais ou raramente o fazem. Isso precisa ser mudado! Normalmente, os pais não se sentem seguros e tratam o sexo como um tema tabu. Mas podemos mudar isso, por meio de um curso de educação sexual.

A educação sexual como papel da escola

Grande parte da rotina de uma criança ou de um adolescente está dentro da escola, é onde acontecem as brincadeiras, o contato com o sexo oposto. Enfim, é impossível não ligar a escola ao amadurecimento sexual da criança.

Por isso, é tão importante que a escola represente não apenas um ambiente para o crescimento da criança, mas também um agente ativo no processo de seu amadurecimento, para orientar e buscar formas de tornar esse momento o mais natural possível para a criança.

A função da sociedade na educação sexual de crianças e jovens

A sociedade, cercada cada vez mais pela mídia e pelas redes sociais, está totalmente inserida no debate sobre a importância dos movimentos feministas e LGBT+ (Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis, Transexuais e Transgêneros). Estamos progressivamente acessando os movimentos sociais que buscam compreender o que é diversidade de gênero e de que forma devemos conviver pacificamente com ela.

Além disso, vivemos em um momento no qual temos muita diversidade de gênero na escola, sendo necessário que os pais e professores expliquem por que tal aluno tem duas mães ou dois pais ao invés de ter uma mãe e um pai.

A educação sexual não é apenas função da família, da escola ou da sociedade, ela deve ser uma ação conjunta entre eles. O foco sempre é a formação das crianças e adolescentes em adultos melhores, com mais confiança sobre seu corpo, sua saúde e em sua sexualidade.

Se você quer saber mais sobre as vantagens da parceria entre a escola e as famílias, não deixe de fazer um de nossos cursos online com certificado com essa abordagem, como o Curso Online Parceria entre a Escola e Família

Relação entre sexualidade e afetos

É impossível discutir sexualidade sem falar sobre afeto, uma vez que os dois andam lado a lado. O ser humano é um ser sociável, ou seja, ele busca relacionamentos afetivos e é comum que aconteça um envolvimento sexual com alguém que estamos ligado emocionalmente.

Logo, a educação sexual não trata apenas dos processos sexuais, mas sim do envolvimento emocional, da criação de afetos e vínculos com aqueles que nos cercam. Porém, essa capacidade de criar laços emocionais com outros depende diretamente da forma com que nossa sexualidade é desenvolvida.

O desenvolvimento da sexualudade ocorre de acordo com as relações amorosas, afetivas e eróticas que estabelecemos ao longo de nossa vida. Normalmente, a relação com os familiares mais próximos, comumente os pais, tem um grande peso na formação da moral, do caráter, da cultura, da religião e da sexualidade da criança. Ou seja, a família tem uma grande influência na forma com que a criança desenvolverá e expressará sua sexualidade.

o que é diversidade

Metodologias para compreender o que é diversidade para a educação sexual

Como já falamos, a sexualidade pode ser um assunto complicado de se trabalhar em sala de aula por causa do tabu que envolve o tema. Porém, não deve ser tratada de forma diferenciada. 

É extremamente importante que o professor ou os pais entendam que a forma de discutir esse tema influenciará as crianças e adolescentes. Por exemplo, se um pai trata a sexualidade como um tema vergonhoso, o filho terá a mesma postura. Deve-se criar um ambiente amigável e confortável para os alunos se sentirem à vontade para expressarem suas opiniões, tornando o aprendizado ainda mais significativo.

Se você quiser saber mais dicas de metodologias para utilizar na educação sexual, não deixe de fazer o nosso Curso Online Educação Sexual para Crianças. Este curso discute a importância da educação sexual para as crianças e jovens e é ofertado na modalidade a distância, para você estudar como e onde quiser.

Abordagens pedagógicas para a discussão da sexualidade

Seja você um professor ou um pai, algumas atividades podem ser utilizadas para facilitar a educação sexual para a criança ou jovem. Normalmente, essas atividades são usadas para descontrair o ambiente, pois, muitas vezes, o tema da sexualidade é visto como tabu pelo professor, pais e até mesmo crianças e adolescentes. 

Por exemplo, ao tratar da diversidade de gênero é possível utilizar uma história para a criança compreender melhor o conceito e tenha uma visão ampla e muito clara de tudo que a diversidade sexual envolve.

Listaremos algumas das abordagens que podem ser utilizadas para facilitar a discussão da sexualidade na escola. No nosso curso de educação sexual trataremos de forma mais detalhada cada um desses métodos e daremos dicas para que todos consigam lidar com a educação sexual.

Caixa de perguntas

A caixa de perguntas é o método mais clássico para ser utilizado em salas de aula - é prático e rápido. A caixa é feita em formato de urna para os alunos depositarem suas perguntas em total anonimato, o que faz com que eles se sintam mais confortáveis para tirar suas dúvidas.

Trabalhos individuais ou em grupo

Essa é uma abordagem muito comum de ocorrer em salas de aula. O professor separa a sala em grupos para os alunos pesquisarem sobre um assunto relevante acerca da educação sexual nas escolas, e os alunos apresentam o tema para seu colegas.

Esse método é interessante porque o professor pode propor temas importantes, que, normalmente, não são discutidos, como a diversidade de gênero na escola, os preconceitos sexuais e até mesmo as orientações sexuais.

Dramatizações

O uso de dramatizações permite aos alunos encenar situações hipotéticas ou circunstâncias que estejam presentes no seu cotidiano. É interessante que haja uma participação de todos os alunos, não apenas dos que estão participando do teatro, seja através de comentários ou de questões.

O uso de dramatizações com jovens e com crianças pode ter um resultado muito maior do que o esperado, tendo em vista que o aluno acaba se envolvendo profundamente no tema.

Palestras

Outra ótima opção é trazer especialistas na área de interesse para conversar com os alunos. A vantagem de trazer especialistas diz repeito à didática para discutir o tema, quebrando os tabus.

Se você está procurando se especializar e saber mais abordagens pedagógicas que podem ser utilizadas com crianças e jovens, o nosso portal conta com diversos cursos online com certificado para você estudar os temas dessa área.

Os certificados do Foco Educação Profissional podem ser usados para:


Prova de Títulos em Concursos Públicos

Horas complementares para faculdades

Complemento de horas para cursos técnicos

Progressão de carreira em empresas

Turbinar seu currículo

Revolucionar sua vida profissional e acadêmica

Principais dúvidas sobre a sexualidade

Em pesquisa divulgada pela Revista Ibero-Americana de Estudos em Educação podemos ver as principais dúvidas de alunos entre 11 e 15 anos de idade, da rede de ensino pública. As dúvidas apresentadas mostram como os alunos ainda não entendem propriamente da sua sexualidade e do próprio ato sexual. 

Eles têm duvidas e fazem perguntas como “se as meninas que já são moças, elas podem ficar grávidas?”. Isso demonstra como esses alunos ainda não têm noções básicas da anatomia e sobre aquilo que envolve uma relação sexual. Fica ainda mais evidente como a educação sexual não está cumprindo o papel que deveria, tendo em vista que adolescentes ainda têm dúvidas básicas que já deveriam ter sido resolvidas.

Além disso, podemos ressaltar que a maioria dos jovens não sabe o que é uma DST, como prevenir a gravidez e até mesmo sobre sexo em si, provando como as escolas e os pais ainda não estão preparados para lidar com esse tipo de assunto.

Essa pesquisa aponta que os alunos não têm uma pessoa como referência para tirar suas dúvidas que, muitas vezes, são vistas como bobas ou, até mesmo, como desnecessárias. As chances de eles crescerem como adultos desinformados sobre a sua sexualidade é muito grande, assim como a possibilidade de uma jovem engravidar por não saber como evitar a gravidez aumenta consideravelmente. Além disso, o mesmo acontece para doenças sexualmente transmissíveis e o respeito ao próprio corpo.

Dessa maneira, é importante buscar informações para educar ao máximo nossos filhos ou nossos alunos, buscando melhorar a sociedade em geral. Uma ótima forma de buscar conhecimentos, é através dos nossos cursos online, que oferecem um conteúdo exclusivo desenvolvido por um setor pedagógico dedicado e comprometido com a qualidade dos materiais a serem disponibilizados a nossos alunos. 

Não perca mais tempo e comece agora mesmo a fazer o nosso curso educação sexual. Com ele você saberá como abordar o tema da educação sexual na escola. 

Inscreva-se no nosso portal e aproveite para estudar os conteúdos de sua área de interesse. Somos conhecidos nacionalmente por ofertar cursos online com certificado para você enriquecer, cada vez mais, o seu currículoe conseguir uma boa colocação no mercado de trabalho.

O investimento que você fará é de R$ 69,90, que lhe dá acesso aos mais de 1.100 cursos online do Pacote Master. Dessa forma, você pode fazer todos os cursos que quiser, no período de vigência da sua matrícula, que é de 12 meses. 

Se você gostou do post e quiser fazer o nosso Curso Online Educação Sexual para Crianças, matricule-se agora mesmo. E não se esqueça de compartilhar com seus amigos e de deixar seu comentário, ele é muito importante para nós.