Você consegue entender a relação de Sistema de Gestão da Qualidade (SGQ) e a certificação ISO? Sabe quais os tipos de certificados que existem, quais são as normas ISO e qual a finalidade de cada uma delas? É um campo bastante interessante, acompanhe este artigo e aprenderá um pouco sobre tudo isso.

A Qualidade não é algo recente, apesar do seu boom ter sido nos anos 90 aqui no Brasil, em outros países já era algo estudado e implementado nos anos 50 e 60 – com as limitações de sua época, é claro.

Em relação aos mercados internacionais, aqui houve uma evolução tardia e, dependendo da abordagem de algumas empresas e pessoas, é um tema ultrapassado. Mas isso não condiz com o pensamento de quem adota um SGQ, implementa os requisitos das normas ISO 9000 e busca a certificação ISO, porque sabe que é um diferencial de peso no âmbito social, comercial e econômico.

Assim como organizações se preparam para tentar a certificação, profissionais e aspirantes a atuar na área se preparam para os desafios do mercado de trabalho para auditores, analistas e gestores da qualidade. Também quem tem outros cargos dentro das organizações pode se capacitar em Qualidade, uma vez que a implantação de um SGQ depende significativamente do fator humano, ou seja, de todos os colaboradores. Nesse contexto, cursos online com certificado figuram como excelentes opções de capacitação, atualização e aperfeiçoamento, deixando o cursista bem informado sobre tudo que o tema abrange.

Um pouco desse conhecimento trazemos aqui, com tópicos do curso de ISO 9000 do portal Foco Educação Profissional. Aproveite a leitura!

Introdução à família das normas ISO 9000

A família de normas ISO 9000 constitui uma série de padrões internacionais direcionados à Gestão da Qualidade. Seu objetivo é orientar a implantação de um sistema de qualidade nas organizações. Ter certificação ISO não significa que determinada empresa terá um produto melhor que o de seu concorrente, mas garante que entregará o produto exatamente como prometeu e que se compromete em resolver qualquer problema decorrente dessa venda.

A implantação das normas ISO 9000 resultam em um aumento de produtividade na organização devido, principalmente, à redução de desperdícios, de produtos em não conformidade e também do retrabalho por falhas e erros.

A seguir veremos é formada a família ISO 9000. Enquanto você aprende, vai entendendo o que significa cada nomenclatura – e por falar nisso, é importante saber que na versão brasileira, as normas ganham "ABNT NBR" na frente do nome.

Principais normas da família ISO com olhar na Qualidade

As três normas que veremos agora estão entre as mais conhecidas da série 9000 e sempre são estudadas em cursos online de gestão da qualidade, por isso são protagonistas em nosso curso online Básico Gestão da Qualidade - ISO 9000. Veja o que cada uma delas representa e como se relacionam.

ISO 9000

É a norma-guia, que traz todos os fundamentos e termos utilizados no sistema. Não é certificável, apesar do uso de "certificação ISO 9000", isso apenas significa que a instituição em questão foi certificada por uma das normas de sua família. É a 9000 que estabelece as diretrizes para que se entenda os itens das demais.

ISO 9001

É a mais conhecida e a que tornou popular a ISO, isso por ser a primeira com a qual as organizações se preocupam. É ela que aponta os requisitos exigidos para uma implementação eficaz de um sistema de gestão da qualidade e norteia as ações das organizações para a obtenção do selo ISO 9001. Essa certificação valida os esforços das entidades em implementar, manter e controlar recursos, pessoas e processos com a finalidade de atender às demandas das partes envolvidas com mais qualidade.

ISO 9004

Pode-se dizer que a 9004 amplia o que se consegue com a 9001. A função dessa norma é promover excelência em Qualidade por meio de três princípios básicos: desenvolvimento de lideranças, melhoria contínua e inovação e desenvolvimento tecnológico.

Seu foco é no desenvolvimento das competências primordiais para que as organizações se mantenham sustentáveis, na capacitação intensa de colaboradores e no forte entendimento do uso do planejamento estratégico para a otimização de recursos e maximização de resultados.

Atribui-se também à 9004 a função de ser uma das bases para o sucesso sustentado que, segundo sua própria definição, é o "Resultado da capacidade de uma organização para alcançar e manter os seus objetivos de longo prazo". Sua correlação com as normas ISO 31000 e ISO 26000 seria a base completa desse conceito. As outras normas citadas também aparecem em nosso curso de ISO 9000 e mais adiante, neste artigo.

E como essas três normas se relacionam?

Podemos dizer que elas estão intrinsecamente ligadas, pois a 9000 aponta para a necessidade de um SGQ, a 9001 ensina como implementá-lo de forma eficiente e que gere bons resultados, possibilita que seja certificado e direciona para a melhoria contínua. Então entra em cena a 9004 para melhorar ainda mais esse cenário e levar o sistema de qualidade a níveis de excelência, abrangendo todo o público envolvido com a organização.

Cada uma delas é vista de forma mais detalhada no curso online Básico Gestão da Qualidade - ISO 9000 do nosso portal.

ISO

Outras normas da série ISO

ISO 14001

A 14001 especifica os requisitos para que seja implementado um Sistema de Gestão Ambiental (SGA), para que sejam desenvolvidas práticas sustentáveis nos negócios. É direcionada às corporações que se preocupam no impacto que suas ações causarão no meio ambiente, principalmente as indústrias.

São alguns de seus objetivos:

  • Proteger o meio ambiente pelo abrandamento ou prevenção dos impactos ambientais;

  • Auxiliar as organizações com os requisitos legais para a sua implantação;

  • Controlar ou ter influência sobre a maneira como os serviços e produtos são projetados, fabricados, distribuídos, consumidos e descartados;

  • Alcançar benefícios operacionais e financeiros pela implementação de alternativas ambientais que marcam a posição da empresa no mercado; entre outros.

OHSAS 18001 e ISO 45001

A OHSAS 18001 é uma norma de Sistemas de Gestão de Segurança e Saúde Ocupacional (SGSSO), publicada oficialmente pela BSI – British Standards Institution. Sua sigla deriva de Ocuppatinal Health and Safety Assessments Series. Seu objetivo é a proteção aos trabalhadores das organizações, para que tenham um ambiente laboral saudável e seguro.

Entre seus principais benefícios estão:

  • Reduzir perigos e acidentes de trabalho;

  • Valorizar a imagem da organização mostrando o seu comprometimento com a saúde e segurança dos colaboradores;

  • Envolver os colaboradores na gestão de segurança e saúde ocupacional; e outros.

Mas essa norma será retirada na primeira metade de 2018, assim que a ISO 45001, que a substituirá, tiver a sua versão final publicada. Após essa publicação, o certificado OHSAS 18001 ainda valerá por três anos, período em que acontecerá o processo de transição. Nesse período as empresas devem se adequar aos novos requisitos. Passados os três anos, a 18001 não valerá mais. Sua nomenclatura será ISO 45001:2018.

ISO 31000

Apesar de não certificar, a ISO 31000 - Gestão de Riscos, Princípios e Diretrizes é uma referência internacional como auxílio às organizações para atenderem esses requisitos. De acordo com essa norma, a gestão de riscos é uma série de ações estratégicas para identificar, administrar, conduzir e prevenir riscos ligados uma atividade específica.

Promove benefícios adicionais ao ser incorporada a um sistema de gestão, como:

  • Ajuda a criar uma estrutura confiável para a tomada de decisões operacionais e estratégicas;

  • Cria um sistema eficaz de gerenciamento de ameaças e oportunidades;

  • Melhora as relações com as partes interessadas (stakeholders);

  • Ajuda a melhorar a imagem e reputação da companhia; e outros.

ISO 26000

A 26000 é a primeira norma internacional de Responsabilidade Social Empresarial. Ela diz que a responsabilidade social de uma organização é definida pelas suas atividades no meio ambiente e na sociedade e pelos impactos das decisões que toma.

De acordo com a norma, essa responsabilidade se traduz por um comportamento transparente e ético que:

  • Considera as expectativas dos stakeholders (as partes interessadas: clientes, colaboradores, fornecedores etc);

  • Dê a sua contribuição para o desenvolvimento sustentável;

  • Esteja em conformidade com a legislação aplicável;

  • Se mostre consistente com as noras internacionais de comportamento; entre outras coisas.

Os eixos principais da ISO 26000 envolvem as seguintes áreas: Práticas de Trabalho; Direitos Humanos; Práticas Leais de Operação; Combate à Corrupção e Propina; Meio Ambiente; Práticas Leais de Operação; Consumidores e Desenvolvimento com o apoio da participação comunitária.

Essas são as mais conhecidas, mas há outras também relacionadas à qualidade e a outras finalidades, de acordo com a atividade da organização.

Agora que já lhe apresentamos uma parte da família ISO, vamos trazer outro tema tratado em nosso curso online Básico Gestão da Qualidade - ISO 9000heart, que são as pessoas por trás das metodologias, programas e ferramentas utilizadas em sistemas de gestão da qualidade.

Os certificados do Foco Educação Profissional podem ser usados para:


Prova de Títulos em Concursos Públicos

Horas complementares para faculdades

Complemento de horas para cursos técnicos

Progressão de carreira em empresas

Turbinar seu currículo

Revolucionar sua vida profissional e acadêmica

Introdução aos Mestres da Qualidade

As filosofias e teorias que orientam as estratégias da Qualidade são resultado de estudo e pesquisa de alguns especialistas cujos nomes aparecem com frequência em artigos, livros, materiais de cursos online, palestras etc. Eles são conhecidos como Mestres da Qualidade ou Gurus da Qualidade e são referências para os gestores contemporâneos.

Separamos alguns desses estudiosos que deram definição à teoria da gestão da qualidade:

Joseph M. Juran

Juran foi o primeiro a aplicar conceitos de qualidade em estratégias empresariais. De acordo com ele, a gestão da qualidade tem três pontos fundamentais – chamada de a "Trilogia de Juran": Planejamento da Qualidade, Controle da Qualidade e Melhorias da Qualidade. Ele iniciou suas atividades na Qualidade no começo da década de 20, e continuou dando sua contribuição na área por mais de sete décadas. Seu último livro, A History of Managing Quality, foi lançado em 1995.

Uma de suas mais conhecidas contribuições é o Diagrama de Pareto (ou Análise de Pareto), uma das 7 Ferramentas da Qualidade.

Walter Shewhart

Shewhart foi o responsável pela introdução da estatística nos processos de garantia da qualidade. Foi ele quem propôs a introdução da Carta de Controle, instrumento que possibilitou o desenvolvimento do Controle Estatístico de Processos, o CEP, uma das 7 Ferramentas da Qualidade. Uma das ferramentas mais importantes para a melhoria contínua, o PDCA, foi também desenvolvido por ele. Apesar de ser famoso por essa denominação, também é conhecido por "Ciclo de Shewhart".

Entre tantas contribuições, ele foi fundamental para mudar o pensamento que se tinha até então sobre Qualidade, em que produtos defeituosos eram descartados ao final do ciclo. Shewhart introduziu cartas de controle com a finalidade de prevenir para garantir a qualidade do produto durante seu processo de produção e não somente no final, ou seja, passava-se a analisar o processo como um todo.

William Edwards Deming

Deming foi o responsável por popularizar o PDCA, criado por Stewhart - tanto que é também chamado de "Ciclo de Deming". Ele é conhecido por levar ao crescimento as indústrias japonesas após a Segunda Guerra Mundial. Suas ideias nortearam o conhecimento em Qualidade e são resumidas em 14 pontos, conhecidos como os 14 pontos de Deming, os quais ele ensina a aplicar em uma de suas famosas obras, Out of Crisis.

Veja cinco desses pontos (colocados de forma aleatória):

1. Criar constância de propósitos para a melhoria de produtos e serviços

2. Acabar com a prática de comprar considerando apenas o preço

3. Instituir treinamentos

4. Usar métodos modernos de liderança

5. Afastar o medo

Kaoru Ishikawa

Se você já ouviu falar na "Espinha de Peixe", já conhece uma das contribuições de IshiKawa. Também conhecido como Diagrama de Ishikawa ou Diagrama de Causa e Efeito, é outra das 7 Ferramentas da Qualidade. Sua contribuição para o grupo das 7 Ferramentas não foi somente com o Diagrama de Causa e Efeito, foi também a organização desse conjunto.

Também foi sua criação, junto com membros da JUSE (Union of Japanese Scientists and Engineers), a ferramenta que foi denominada como Círculo da Qualidade. Os Círculos de Qualidade eram reuniões de grupos de colaboradores de um mesmo departamento para trocarem ideias sobre formas de resolver problemas do sistema de gestão da qualidade. Mais tarde esse conceito mudou de nome, se tornando Círculo de Controle da Qualidade (CCQ). Atualmente têm outras denominações, como Grupo de Melhorias. .

Philip B. Crosby

Crosby é um dos grandes influenciadores na área da Qualidade. Sua contribuição no conceito diz que todas as ações voltadas à Qualidade devem vir da Alta Direção - isso, inclusive entrou na nova versão da ISO 9001, de 2015, quando foi retirado o papel do RD – Representante da Direção e atribuída toda a responsabilidade à Alta Direção.

Há um conjunto denominado "Os 4 absolutos de Crosby", que resume parte de sua contribuição:

1. Qualidade significa conformidade com o que o cliente exige;

2. Desempenho padrão é igual a zero defeitos;

3. Os resultados da Qualidade vêm da prevenção;

4. A Qualidade é medida pelo custo da não qualidade.

Há muitos nomes que foram importantes nesse campo, esses representam uma pequena parte. Como são sempre estudados em cursos online com certificado, certamente você conhecerá muitos outros.

Qualifique-se em Gestão da Qualidade - ISO 9000 e outras áreas

Esperamos que tenha aproveitado a leitura e ampliado um pouco os saberes em Qualidade. É uma área bastante interessante, assim como nosso curso de ISO 9000. Você pode começar por ele e complementar com outros de nossos cursos online com certificado que tratam de temas correlatos.

Sabe o que é bom? Que ao se matricular para um curso, você investe apenas uma taxa de R$ 69,90 e tem acesso integral a todos os outros, podendo fazer quantos quiser, sem pagar mais por isso e durante ano inteiro.

O Foco Educação Profissional tem um Pacote Master com mais de 1.000 cursos online em várias áreas do conhecimento. Além disso, há o processo de certificação, totalmente opcional e disponível a todos eles. Faça agora mesmo a sua inscrição e comprove todas as vantagens do portal.

Agora queremos o seu feedback, nos conte o que achou de nosso artigo e o compartilhe com seus colegas e amigos. Bons estudos e até breve!