Elaborar um plano de marketing parece desafiador em um primeiro momento, mas não há segredos caso você siga todas as etapas necessárias. Além disso, há muitos exemplos e dicas que mostram o que é plano de marketing e qual o melhor passo a passo a seguir de acordo com os objetivos da empresa.

Vale salientar que há diferentes metas quando se trata desse processo: pode ser realizado para promover um produto ou serviço, posicionar uma marca, vender uma ideia, entre muitas outras ações. Para todos os casos, porém, vale a pena buscar boas fontes auxiliares que fazem toda a diferença ao formular o planejamento.

Atualmente, os cursos online despontam como ótimas ferramentas para ajudar nesse e em variados temas. Para se ter ideia, o Curso Online Plano de Marketing – destaque do Foco Educação Profissional – é uma opção excelente para qualificação dos interessados em compreender tudo que permeia esse esquema.

Tanto com esse quanto com demais cursos a distância do portal os alunos fortalecem seus conhecimentos e podem até se certificar, estudando com muita praticidade e autonomia. Bacana essa proposta, não acha? Para se animar ainda mais, conheça melhor a grade desse curso online e alguns temas pertinentes ao plano de marketing em nosso artigo – há várias informações esclarecedoras que vão lhe impressionar.

Estudos e tendências de mercado

O papel do marketing é estudar as tendências mercadológicas e, a partir daí, revelar estratégias primordiais para aumentar o reconhecimento de uma marca, agregar valor e aumentar o engajamento dos clientes com suas ações. Definitivamente, é essencial colocar o consumidor como foco principal e satisfazer suas necessidades da melhor forma, indo além da concorrência, avaliando todas as possibilidades e criando uma relação duradoura.

Obviamente, esse não é um caminho simples, afinal existem muitas variáveis e pontos a se atentar. Por isso que surge a importância do plano de marketing, começando pelo estudo preliminar do posicionamento da empresa no mercado, qual é seu público e o que é necessário para atingir uma meta.

Com um mercado cada vez mais complexo, ágil e mutável, as tendências oscilam rapidamente e cabe aos profissionais de marketing pensar previamente no que é mais viável estabelecer ao planejamento. Alguns métodos que se destacam atualmente e dificilmente perderão força são aqueles ligados à responsabilidade social, contato direto com os clientes (criando o marketing de relacionamento), o foco no ambiente digital, bem como abordagens que promovem mudanças positivas.

Conforme indica Philip Kotler em seu livro Marketing 3.0, a proposta atual do marketing – além de atentar-se ao cliente – é buscar maneiras de "mudar o mundo", sempre com ótimas ideias e campanhas.

A partir do "reconhecimento" e da decisão de que é possível investir em objetivos bem estruturados, dá-se início à primeira fase do planejamento de marketing. É nessa hora que, além dos especialistas da área, também são agregados ao projeto os profissionais de administração, contabilidade, recursos humanos e praticamente todos os setores da organização.

Sendo assim, entender o que é plano de marketing e as principais abordagens desse ramo é interessante para uma vasta gama de pessoas. Aproveite os cursos online para dar um up em seus conhecimentos nesse campo tão abrangente.

Estrutura do plano de marketing

Planejamento Executivo

O planejamento ou sumário executivo é a etapa preliminar de todo o plano de marketing. Trata-se do estudo que será apresentado à diretoria/administração com os detalhes e metas do cronograma – além de recomendações, estudos das tendências, pontos a alcançar, desafios e propostas ideais que geram a necessidade de se investir em tal promoção, campanha, venda, etc.

Esse primeiro planejamento é elaborado pelo setor de comunicação e marketing da empresa, apresentando também metas e benefícios, sobretudo na perspectiva financeiro-lucrativa. Além disso, há um orçamento geral e uma leitura que considera os compostos primordiais: produto, canal de distribuição, preço e promoção.

Após aprovado – pode ocorrer ajustes até que o sumário esteja bem estruturado – e definida a meta principal, começa a fase de estratégias até a execução e avaliação do plano. Antes de abordar esses aspectos, vamos aprofundar alguns tópicos fundamentais à formação do planejamento de marketing – lembrando que em nosso curso online há ainda mais informações reveladoras sobre esse processo.

Cursos relacionados que podem te interessar:

Análise de Ambiente

Você sabe quais são os ambientes de marketing e por que é importante analisá-los? Bom, é impossível delimitar um cronograma se não há conhecimento sobre a realidade da empresa, seja no cenário interno ou externo, identificando tudo aquilo que afeta as atividades de seu negócio. É nessa linha que chegamos aos conceitos de microambiente e macroambiente.

Microambiente refere-se a todos os fatores de influência interna, dos departamentos da empresa aos clientes, intermediários, fornecedores, opinião pública (mídia/imprensa), concorrentes diretos e indiretos.

O macroambiente, por sua vez, inclui os sistemas externos que influenciam na administração de marketing, aqueles que podem ser corrigidos promovendo mudanças e melhorias no plano. Os principais são o ambiente político, demográfico, tecnológico, natural, econômico e cultural.

Tome nota: todos esses fatores se modificam e se renovam, apresentando tanto oportunidades quanto ameaças à empresa e a todo o plano de marketing. Porém, com uma noção global de seus aspectos e a análise de cada cenário é possível estabelecer estratégias assertivas.

Definição do público-alvo

O termo "público-alvo" não é mais tão usual assim nos estudos contemporâneos de marketing. Atualmente, o termo que se usa é buyer persona ou simplesmente persona, já que tornou-se uma necessidade às estratégias modernas moldar-se ao perfil completo do consumidor, pensando nos detalhes em vez de apenas informações gerais.

Em um primeiro momento, o planejamento será estruturado seguindo uma linha geral do público, com a pesquisa realizada de modo global – para revelar dados como faixa etária, localização, gênero, entre outros pertinentes para identificar as características dos potenciais clientes.

Entretanto, a partir daí é inerente considerar conceitos particulares, com o objetivo de definir realmente o comportamento de determinado nicho de consumidores. Por meio do estudo da persona, percebem-se seus hábitos e cria-se realmente "a história de sua vida", fatores que contribuirão para um plano mais consistente e tangível.

Um exemplo prático é quando você recebe um e-mail marketing com aquele produto que parece que foi feito para você, totalmente do seu gosto e que até encanta. A probabilidade de compra aumenta com essa reação positiva e mostra que a empresa já identificou qual seu tipo de persona.

Interessante, não é? O marketing permite seguir muitas tendências e ir além em suas estratégias, por isso é importante entender esses aspectos, se qualificando frequentemente com bons cursos online com certificado.

Definição do posicionamento de mercado

Como o cliente vê o seu negócio? Essa é a principal questão quando pensamos em posicionamento de mercado. Kotler é categórico ao afirmar que esse conceito "especifica a ação de projetar um produto, serviço ou a imagem da organização com o objetivo de ocupar uma posição diferenciada na escolha de seu público-alvo".

Ou seja, de acordo com a segmentação e aspectos que distinguem a marca dos concorrentes, é possível alcançar um bom status e virar até uma referência para o consumidor – o que já acontece com muitos produtos em seu nicho, citando a Coca Cola como o exemplo clássico.

A imagem que os consumidores têm da marca diz muito sobre seu posicionamento. Se é boa, deve ser aprimorada. Se for pouco conhecida, precisa de estratégias mais agressivas, seja na diferenciação de preço, na mudança do design, na identidade, etc. É interessante focar em seis aspectos principais até chegar a bons resultados: importância, lucratividade, acessibilidade, superioridade, exclusividade e destaque.

Geralmente o marketing para empresas é definido por equipes que cuidam especificamente de cada área, como na otimização de um produto existente ou no lançamento de uma nova opção. Assim, com o foco em cada ação é possível ter melhor noção dos detalhes e escolher bons artifícios. Como parte do plano de marketing, o posicionamento se atenta também a variáveis fundamentais para a promoção de um produto, como a distinção, relevância, comunicação e sustentação, um ciclo básico que pode alcançar níveis de excelência caso sejam plenamente analisados e trabalhados.

Fique ligado: além de conhecer todos esses sistemas em um conteúdo totalmente embasado, no Curso Online Plano de Marketing você conta com ótimas fontes interativas que elucidam todas as dúvidas e mostram como fazer um cronograma perfeito passo a passo.

A importância da marca

Um bom posicionamento no mercado impacta diretamente na importância de uma marca para os clientes. Porém, não basta investir apenas em publicidade para mostrar que um produto ou serviço existe, é preciso valorizá-lo e garantir que seja uma solução para as necessidades e desejos do consumidor, em uma construção também organizada por etapas.

De acordo com o Sebrae, a marca é o DNA de uma empresa e deve satisfazer os desejos do cliente para que ele realmente acredite em seu potencial. Nesse aspecto, citamos fatores básicos como qualidade, informações detalhadas, design, identidade verbal e visual e ativação na praça como os primordiais para qualquer opção. A área de gestão de marca e produtos deve se atentar a todos esses pontos, por isso é um dos setores que atua de modo direto em praticamente todas as fases do planejamento de marketing – além de ideias e criações, auxilia também nas melhorias e eventuais correções.

Você sabia? Todos esses conceitos se destacam em outros cursos online do Foco Educação Profissional, como no Curso Online Planejamento Estratégico‍, uma opção bacana para estudantes de marketing, administração, economia e de todos os ramos da comunicação.

plano de marketing

Definição de objetivos e metas

Visto alguns métodos fundamentais à etapa de planejamento, chegamos ao ponto crucial: a definição de objetivos e metas. Desafiadores, ambiciosos, mensuráveis: essas são algumas características desses termos que compõem qualquer plano de marketing. Embora pareça a mesma coisa, há diferenças de um para outro:

  • Objetivo é tudo aquilo que se almeja alcançar, os resultados qualitativos e quantitativos desejados pela empresa.

  • Meta é um resultado quantitativo mensurável que possui um prazo determinado.

Ambos se complementam e devem ser totalmente tangíveis, atendendo uma necessidade da empresa – é para isso que se pensa em todo um planejamento. Portanto, não adianta se dedicar inteiramente na formação de um bom cronograma se a meta é surreal, é preciso seguir linhas racionais e consistentes, com base em disciplina, foco, confiança e trabalho.

Nesse contexto, para compreender o que é plano de marketing e saber como estruturar boas metas, uma dica é considerar o sistema S.M.A.R.T., proposto por Peter Drucker e que serve para as estratégias também.

  • S (Specific/Específica): O que? Por quê? Quem? Para onde? Qual é?

  • M (Measurable/Mensurável): Quanto custa? Qual o valor?

  • A (Attainable/ Alcançável): Qual parâmetro? Como saber se a meta foi atingida?

  • R (Relevant/Relevante): Avalição e impacto das métricas

  • T (Time-bound/Temporal): Qual o prazo/tempo de cada etapa e do plano?

A definição de objetivos e metas não é algo tão simples como parece, o que leva o projeto a passar por uma série de ajustes até que esteja de acordo com aquilo que a organização pretende conquistar.

Dica: além de nossos cursos online com certificado relativos ao tema, leia o artigo Planejamento Estratégico: etapas, dicas e curso para dominar de vez‍ e familiarize-se com esse e demais tópicos explanados em nosso texto.

Definição das estratégias de marketing

A força necessária para atingir os objetivos e metas vem das estratégias de marketing, que podem ter vários focos, da melhora no posicionamento de uma marca até o aumento das vendas de um produto. Releva-se nesse esquema tanto o sistema S.M.A.R.T - que já apresentamos no tópico anterior – quanto outras variáveis, como a matriz SWOT.

Além de orientar praticamente todas as etapas do marketing para empresas, esse recurso ajuda a identificar claramente as ameaças, fraquezas, forças e oportunidades, seja no micro ou macroambiente da organização. Nessa questão, salientamos a importância de pensar em valores reais, com estratégias alcançáveis e palpáveis. Por meio desse esquema, é interessante classificá-las em grupos de importância: as estratégias podem ser agressivas (forças), de manutenção (ameaças), de ajuste (oportunidades) ou de sobrevivência (ameaças).

Ficou mais claro? Já deu para perceber que esse trabalho analítico demanda profissionais capacitados. É iniciante na área ou postulante a um cargo? Aperfeiçoe seus conhecimentos com cursos a distância e mantenha-se atualizado.

Implementação do plano de marketing

Chegamos a fase de execução e agora você pode ter consciência de quanto o planejamento de marketing segue longas etapas até ser implementado. A base para essa tarefa é um plano de ação que deve respeitar alguns itens e responder determinadas questões:

  • Ação: O que? Quais são as atividades específicas que devem ser executadas?

  • Período: Qual o prazo para cada ação?

  • Como: A forma, sequência e prioridade de cada atividade.

  • Responsável: Quem será o responsável pela execução e conclusão das ações?

  • Custo: Estima todos os valores necessários para o desempenho do plano, das despesas operacionais mais caras às mais econômicas.

Você pode formular seu plano por meio de um gráfico com essas variáveis e informações no ato das reuniões com todos os responsáveis pelo planejamento. A dica crucial para um bom desempenho – e, consequentemente, ótimos resultados – é ser fiel à meta e objetivos.

Os certificados do Foco Educação Profissional podem ser usados para:


Prova de Títulos em Concursos Públicos

Horas complementares para faculdades

Complemento de horas para cursos técnicos

Progressão de carreira em empresas

Turbinar seu currículo

Revolucionar sua vida profissional e acadêmica

Avaliação e Controle

A etapa de avaliação e controle não acontece somente ao fim do plano, e sim em todos os níveis, para ter percepção dos problemas, realizar modificações e alterar o cronograma conforme novos objetivos, estratégias e tendências. De acordo com o Sebrae, são essenciais para reduzir a diferença entre o desempenho esperado e o desempenho real, garantindo a eficácia do planejamento de marketing para empresas.

O controle estratégico pode ser abrangente, periódico ou sistemático, funcionando como uma espécie de "auditoria" que se inicia desde a preparação dos colaboradores envolvidos no projeto até a avaliação das métricas geradas em toda a campanha. Tenha em mente que os ambientes de marketing são pontuados por incertezas, por isso é fundamental buscar maneiras inteligentes para atenuá-las.

Plano de marketing passo a passo: qualifique-se e monte o seu

Depois de tantas dicas e abordagens primordiais a qualquer planejamento de marketing, destacamos a importância de se especializar nesse processo realizando o Curso Online Plano de Marketing, um dos melhores cursos a distância do nosso portal.

Além desses tópicos, a grade desse curso online é formulada com conteúdos ainda mais específicos, preparada por um setor pedagógico dedicado e exclusivo. Para acessar esse e os mais de 1000 cursos online pertencentes ao Pacote Master, basta se inscrever no Foco Educação Profissional investindo uma taxa única de R$69,90.

Assim, você pode realizar quantos cursos online com certificado desejar durante o período de um ano, estudando com total flexibilidade e segurança. Junte-se aos mais de 140 mil alunos que atestam a qualidade do nosso portal e faça sua matrícula agora.

Tem dúvidas? Deixe um comentário. Aproveite e compartilhe nosso artigo em suas redes sociais também. Boa sorte e até mais!