Uma coisa é fato, quem sabe falar em público de forma eficaz apresenta um bom diferencial no mundo acadêmico e corporativo. Felizmente, hoje em dia há como aprender macetes e fundamentos em um curso de oratória, potencializando as chances de se dar bem nas entrevistas de emprego, apresentações do trabalho, em seminários da faculdade e até mesmo no temido TCC.

O Curso Online de Oratória, destaque do Foco Educação Profissional, é uma excelente dica para quem deseja saber como falar em público sem passar por apuros. Sabe aquele frio na barriga, suor nas mãos, nervosismo ou esquecimento do conteúdo bem na hora de se apresentar? Tudo isso pode ser deixado para trás quando você aprende técnicas de oratória elaboradas por uma equipe pedagógica exclusiva de nosso portal.

Estudar em cursos online é uma escolha inteligente em um mundo no qual tudo precisa ser rápido e simultâneo. Com eles, você não precisa sacrificar suas tarefas de rotina, podendo se qualificar no dia e na hora que desejar.

Portanto, não há ideia melhor atualmente do que buscar cursos online com certificado de excelência para se destacar no mercado de trabalho. Que tal apostar nesta alternativa para estudar tudo sobre oratória?

Acompanhe nosso artigo completo para descobrir táticas incríveis a respeito desta pauta. Aqui e em cursos a distância você aprenderá como se apresentar, passando sua mensagem para outras pessoas de uma maneira muito mais potente. Vamos lá?

Curso de oratória: como ter mais assertividade em sua fala

Até mesmo os profissionais de alto rendimento e com currículos invejáveis podem sofrer quando precisam falar em público. Esta é uma dificuldade que afeta pessoas de qualquer área de atuação. No entanto, todo mundo tem a chance de se tornar um mestre da oratória ao aprender metodologias específicas em treinamentos, sessões de coaching ou em cursos online.

As técnicas de oratória surgiram por volta de de V a.C e até hoje chamam a atenção por sua complexidade e necessidade no mercado de trabalho e na vida cotidiana. Advogados, professores, jornalistas, artistas, palestrantes, entre muitos outros profissionais precisam dominar a arte de falar publicamente para se destacar. Na verdade, qualquer pessoa que passe por processos seletivos e dinâmicas de grupo deve saber como se expressar para não fazer feio e perder um boa oportunidade.

Vale salientar também que estudantes de qualquer fase do ensino passarão por avaliações orais, seminários, apresentações em grupo, Trabalhos de Conclusão de Curso (os famosos TCC), entrevistas de estágio, entre outras situações as quais pedem uma desenvoltura maior. Aqueles que deixam a ansiedade tomar conta podem ficar para trás. 

Por essas e outras que nosso curso de oratória pode cair como uma luva em diferentes casos, mostrando como falar em público para atingir um ou mais objetivos. Nele, você verá que através da fala é possível informar, ensinar, entreter, comunicar, motivar, entre outras ações positivas.

Aqui no portal temos esta opção de curso online direcionado sobre Como Falar em Público para que você alcance suas metas por meio de uma comunicação eficiente, compreendendo 100% aquilo que seu público quer ouvir e se tornando uma referência em sua faculdade, em seu trabalho, em sua igreja ou qualquer outro local.

Cursos relacionados que podem te interessar:

Principais erros ao falar em público

Falar em público não é uma tarefa simples, porém, como já expusemos aqui, pode ser treinado, aprendido e aprimorado em cursos online. Os erros, no início, são muito comuns de acontecer. Alguns, como o famoso "branco", podem ocorrer até mesmo com grandes oradores, porém, com a experiência, conseguem dar a volta por cima, se lembrar do que iriam falar ou simplesmente mudar de assunto sem que a plateia perceba.

Abaixo selecionamos as 5 principais falhas na hora de se apresentar em público. Veja quais são e não deixe de descobrir mais detalhes em cursos a distância relativos:

1 - Esquecer o que vai falar

Você prepara todo o seu discurso para uma palestra ou apresentação, encontra um público super engajado e em certo momento da explicação, esquece complementamente o que iria dizer. Já aconteceu isso com você? Isso gera uma grande insegurança em qualquer pessoa, que pode se perder em meio a fala e prejudicar toda sua performance. Certamente os objetivos não serão atingidos como eram esperados.

Para consertar isso, não existe sugestão melhor do que praticar e estar preparado para o inesperado. O "branco" é um erro que pode ser aniquilado de suas apresentações se você adquirir mais autoconfiança, conhecer o material que será apresentado profundamente e treinar bastante.

Além disso, é muito importante mostrar empatia à plateia, conquistando-a. Assim, quando você se esquecer de algum termo, poderá ser ajudado por algum participante da reunião ou palestra.

2 - Vocabulário formal demais

É bastante comum querer surpreender o público ou a banca de TCC exibindo uma linguagem refinada, construindo um discurso de dar inveja a qualquer professor de português. No entanto, quando o vocabulário é formal demais, ao ponto do público precisar de um dicionário para compreender o que você está falando, pode ter certeza que há alguma coisa errada.

Seu discurso precisa ser elaborado com coerência, seguir uma linha de raciocínio, ética, não ferir os direitos humanos, entre outras características, porém, ele precisa ser adequado para o seu público e ser completamente compreensível por todos que estiverem presentes. Prefira uma abordagem que seja mais próxima da que utilizamos no dia a dia, como se fosse um bate-papo, tomando cuidado com as gírias e os vícios de linguagem, claro.

Criando um diálogo mais aproximado de sua plateia, sem empregar uma linguagem e um roteiro engessados, você consegue improvisar e lidar melhor com os imprevistos que podem acontecer.

curso de oratória

3 - Não se movimentar

Palestrantes em início de carreira ou estudantes quando vão apresentar seu TCC, por exemplo, geralmente não têm segurança para se movimentar no espaço disponível. É interessante saber que os espectadores estão esperando certa movimentação e interação por parte do orador, sempre de uma forma espontânea e dinâmica, obviamente.

Eles querem descobrir tudo o que a pessoa tem a dizer, de uma forma natural e convincente. Mas se ela ficar parada, com vergonha de se mexer, essa sensação não será transmitida.

Susannah Sattuck, gerente de Mídias sociais da Prezi, lembra que os oradores não devem ter medo de usar o palco. No entanto, para ela, é bacana que eles se atentem para que qualquer gesto seja consciente. "Se você está citando duas ideias diferentes, tente falar de um ponto em um só lado do palco e, em seguida, mova-se para o outro lado para discutir o segundo ponto. Evite, porém, andar para trás e para a frente sem sentido, isso só vai distrair a sua audiência", ensina a especialista.

A comunicação não-verbal é extremamente importante para qualquer apresentação pessoal. Em cursos online com certificado e mais adiante você pode ver características desses tipos de expressão e como se dar bem modificando a postura, os gestuais, as vestimentas, entre outros.

4 - Não estudar previamente

Estudantes são os campeões deste tipo de falha. Deixam para pesquisar e ler o conteúdo que irão apresentar nos últimos momentos, colocando em risco as avaliações e os resultados acadêmicos. Essa regra vale para qualquer pessoa que precise fazer uma apresentação, seja uma reunião de trabalho, dinâmica de grupo, encontro na igreja, entrevista de emprego ou uma palestra em um congresso. Qualquer tipo de discurso que você irá fazer deve ser previamente preparado, estudado e modificado, se for preciso. 

Todo o conteúdo que será exposto ao público deve ser alinhado semanas antes. Você é enfermeira e foi convidada para dar uma palestra sobre curativos e feridas? Mesmo que você seja uma especialista no assunto, faça uma boa pesquisa; monte um esquema de apresentação com começo, meio e fim; coloque no papel todos os pontos que serão abordados, temas que podem gerar perguntas da plateia, possíveis respostas, etc.

A apresentação também deve ser estudada na prática. Faça isso mostrando sua desenvoltura para familiares e amigos ou até mesmo em frente ao espelho, para que você enxergue o que está bom e o que precisa melhorar. Esta é uma das técnicas de oratória mais elementares e que não podem ser deixadas de lado de forma alguma.

5 - Não focar no tema central

Esse é um erro estrutural que pode surgir tanto na hora de desenvolver o discurso quanto no decorrer da apresentação. Além dos esquecimentos e momentos de nervosismo, é possível que a pessoa se perca em meio às perguntas ou até mesmo entre tantos materiais levados para serem exibidos.

Por isso, é preciso ter cuidado na hora de selecionar os conteúdos. Apesar de ser bom ter algumas opções a mais caso sobre tempo, é importante não exagerar e manter um direcionamento no assunto central. Algumas pessoas cometem o erro de querer abordar inúmeras temáticas dentro de um curto período e acabam correndo com a apresentação, deixando-a superficial e desinteressante.

Erro bônus: buscar a perfeição

Falamos acima sobre a necessidade de haver um preparo anterior à apresentação, mas precisamos diferenciar aqui uma oratória bem treinada e uma que seja perfeita, na qual o orador não apresenta qualquer vulnerabilidade. Quando você se mostra perfeito demais, começa a perder credibilidade com sua audiência, pois se torna alguém mais distante do natural e muito linear, sem muitas emoções. E se tem algo que o público gosta é de pessoas que mostrem verdade no palco.

Uma boa dica para entreter e interagir com os participantes seria contar histórias sobre momentos em que você cometeu erros, revelando depois as lições que você aprendeu.

Alguns cursos online com certificado podem lhe ensinar conceitos sobre as Relações Humanas. Neles, você compreende como se relacionar com diferentes tipos de público, cativando-os e conferindo aquilo que eles procuram em suas apresentações.

Os certificados do Foco Educação Profissional podem ser usados para:


Prova de Títulos em Concursos Públicos

Horas complementares para faculdades

Complemento de horas para cursos técnicos

Progressão de carreira em empresas

Turbinar seu currículo

Revolucionar sua vida profissional e acadêmica

Comunicação não verbal

Além de técnicas de oratória voltadas para a comunicação verbal, precisamos explorar um pouco sobre a conhecida comunicação não verbal, que é importantíssima para atrair os públicos e mantê-los em contato com aquilo que você está falando.

Não pense que a sua aparência ou o seu jeito de se movimentar tenham mais peso do que o conteúdo de sua fala, mas pode ter certeza que os fatores visuais possuem uma enorme influência nos resultados de qualquer apresentação.

Selecionamos alguns pontos sobre a comunicação não verbal, que são explorados mais detalhadamente tanto no curso de oratória quanto em nosso curso online específico sobre Formas de Comunicação. Conheça e anote as dicas:

  • Postura corporal: quem vai se apresentar diante de uma plateia deve adotar uma postura segura e firme, fundamental para passar mais credibilidade. Importante também manter a cabeça e a coluna eretas, além de mostrar um semblante sereno, sem transparecer nervosismo. Essa estratégia deve ser colocada em prática antes mesmo de você começar a falar, caminhar até o microfone ou se movimentar pelo espaço de apresentação.

  • Movimentação: como falamos anteriormente, não aproveitar o espaço que se tem é um dos erros de oratória. O ideal é buscar um meio termo, no qual você caminha com precisão e lentamente de um ponto a outro e para em momentos estratégicos. Ficar andando sem parar pode demonstrar bastante ansiedade e prejudicar o entendimento dos interlocutores. Tente se movimentar com naturalidade e elegância.

  • Gestuais: a forma como você move seus braços e mãos demonstra a sua personalidade e seu estado diante das pessoas. Quem fica de braços cruzados, por exemplo, mostra uma postura defensiva e insegura. Outros gestos que não são legais: colocar as mãos atrás das costas ou nos bolsos; se apoiar na mesa, cadeira ou púlpito; estalar os dedos; brincar com algum objeto, etc.

  • Olhares: além de saber como falar em público, você deve estabelecer uma conexão com sua audiência através do contato visual. Para atingir esse objetivo, é sugerido olhar para os presentes individualmente, evitar olhar para baixo enquanto estiver falando, não olhar fixamente para um ponto qualquer por muito tempo e checar as anotações discretamente.

  • Aparência: é importante dar uma atenção especial à vestimenta, ao corte de cabelo, ao uso de piercings e outros acessórios, à maquiagem, entre outros itens. Analise a roupa e o visual escolhidos para a ocasião em questão e entre em um consenso entre o adequado para o momento e o que tem a ver com sua personalidade.

Um ótimo curso online para você que deseja se aprofundar neste tema é o "Etiqueta Empresarial e Profissional". Ele é excelente para saber como agir em todos os quesitos da comunicação não verbal e conquistar plateias cada vez mais exigentes.

Aprenda tudo sobre oratória em cursos a distância

Você pode perceber que esta é uma pauta ampla, não é mesmo? Além dos tópicos trazidos por aqui, há muito o que se conhecer em nosso Curso Online de Oratória. Se você ficou animado e deseja experimentar essa dica de estudo primorosa, não perca essa chance: faça já sua inscrição no Foco Educação Profissional.

Para garantir o acesso a mais de 1000 cursos a distância do Pacote Master, você deve fazer o investimento de R$69,90. Esse único valor permite que você estude o quanto quiser durante um ano, já pensou que máximo?

Matricule-se no portal e realize não só o curso online de oratória, mas muitos outros para complementar sua formação profissional. Comente abaixo o que achou de nosso texto e das opções de qualificação, compartilhe com seus amigos e volte mais vezes, esperamos por você, até breve!