A emoção e a paixão de milhares de pessoas pelo esporte podem render muitas vantagens para clubes, modalidades, personalidades, empresas, organizações e até para o próprio público consumidor em si. Esse campo tão abrangente garante uma série de transações em um mercado que se movimenta constantemente, traz reconhecimento a marcas e gera muito lucro. Todas essas tendências são estudadas por um segmento bem específico, conhecido como marketing esportivo.

Essa área está em pleno crescimento e acompanha o sucesso de eventos – como os Jogos Olímpicos – e uma série de outras oportunidades de negócios, sejam ligados à promoção de produtos e serviços ou de ideias e atitudes. Não só de vendas se faz um bom marketing, mas também com boas ações e métodos de atração orgânicos, aqueles que convençam as pessoas de forma positiva.

Há muito que estudar quando se trata de marketing no esporte, por isso recomendamos que você invista em um bom curso de marketing esportivo, especialmente no modo remoto, com os cursos a distância. Assim, dá para estudar com muita segurança, autonomia, flexibilidade e economia.

Nossa dica é o Curso Online Marketing Esportivo, um dos melhores cursos online do Foco Educação Profissional, que apresenta um conteúdo primoroso sobre esse tema e é essencial para comunicólogos de todos os ramos, empreendedores, administradores e qualquer outro interessado.

Além desse curso online, o portal apresenta diversas opções interessantes que falaremos ao longo do artigo. Leia atentamente, confira informações gerais sobre o marketing esportivo e não deixe de se qualificar com os melhores cursos online com certificado do mercado.

A lucratividade do esporte como negócio

Já ouviu falar em indústria do esporte? Sabia que ela movimenta trilhões de reais? Pois é, para se ter ideia, somente os torneios de futebol no Brasil – esporte mais valorizado no país – rendem cerca de 475 milhões por ano em arrecadação, um valor exorbitante referente a vendas de produtos, patrocínios, transmissões, entre outros fatores correlatos.

A lucratividade do esporte em todas as suas modalidades é gigantesca, não é à toa que cada vez mais empresas se interessam por esse campo. Divulgar e estabelecer sua marca em comerciais, quadras e eventos apresenta um diferencial. Embora o investimento seja grande, o retorno pode ser bem maior. Podemos exemplificar esse fato ao perceber que os patrocinadores de grandes equipes – como a seleção brasileira de futebol – sempre se renovam e dificilmente mudam, assim como a fila de anunciantes interessados em promover suas campanhas durante o intervalo de jogos e torneios. Estima-se que uma cota publicitária para anunciar durante a Fórmula 1 chega a 87 milhões por temporada – atualmente, a detentora dos direitos é a Rede Globo.

Aqui no Brasil, o patrocínio de eventos, modalidades, clubes e atletas ainda é o método mais preponderante de marketing esportivo. O cenário, porém, caminha positivamente, com novas ferramentas de interação que abrem espaço para a atuação de muitos profissionais, como assessoria, novas mídias, licenciamento, relações públicas e imagem, responsabilidade social, análise e pesquisas de planejamento, entre outras.

É importante destacar também que a maior parte da lucratividade do esporte refere-se ao enorme mercado consumidor que cresce constantemente. Além dos seguidores e fãs de personalidades, times e modalidades, é fundamental salientar a evidência dos produtos e serviços ligados a saúde e esporte, como o mercado fitness. Segundo uma pesquisa divulgada pelo Estadão, em 2016 o crescimento foi de 22%, incluindo academias e compras via e-commerce.

Para ficar mais clara toda essa abrangência do esporte, cabe lembrar que, de acordo com a Lei Pelé, a indústria esportiva se divide em rendimento (referente ao esporte como meio profissional), lazer (práticas realizadas de modo livre) e educação (como o desporto na escola). Em todos esses cenários há métodos de promoção do marketing esportivo e a abertura para uma série de transações, o que ajuda a movimentar e gerar toda essa rentabilidade.

Ficou animado com esses dados? Aproveite para moldar sua carreira nessa área realizando um bom curso de marketing esportivo e outros cursos online relativos à comunicação, economia e gestão esportiva.

Cursos relacionados que podem te interessar:

Definição de Marketing Esportivo

Marketing esportivo é um segmento que visa gerar oportunidades de negócios na indústria do esporte, além de estudar, analisar e usufruir de todas as tendências mercadológicas referentes a esse meio. Tudo isso é feito com um bom plano de marketing e estratégias bem estruturadas, de modo a converter e fidelizar consumidores, agregar valor a marcas, promover ações, produzir campanhas de sucesso, entre muitas outras atividades.

Essa área aproveita a paixão e a emoção das pessoas pelo esporte para instigar e atrair a determinado serviço ou produto. De acordo com a realidade e o cenário atual, usa artifícios que podem garantir resultados excelentes. Ao ver o quanto a lucratividade da indústria do esporte é alta, percebemos o quanto o marketing esportivo pode ser interessante para empresas de todos os portes, profissionais e tudo que faz parte desse campo. A especialização na área demanda aperfeiçoamento constante tanto em marketing quanto nas tendências esportivas em si – para isso, é interessante recorrer a cursos online com certificado de qualidade.

Atenção: além do Curso Online Marketing Esportivo, amplie seus conhecimentos com o Curso Online Comunicação Esportiva‍.

Administração Esportiva

Segundo a definição de Brenda Pitts e David Stotlar, autores do livro "Fundamentos de marketing esportivo", administração ou gestão esportiva refere-se a "pessoas, organizações, atividades e negócios envolvidos em produzir, promover ou organizar produtos esportivos, de fitness e de recreação".

É um campo abrangente e amplo que se volta à manutenção do esporte e seu desenvolvimento em vários locais e instituições, por meio de planejamentos, decisões, controle e organização, enfim, toda a administração em si. A captação de patrocinadores para um projeto social é um bom exemplo da rotina de uma gestão esportiva.

Além de agências e assessorias especializadas em marketing no esporte, inclui-se nessa área todas as confederações, federações, entidades, organizações (públicas e privadas), complexos, órgãos governamentais, consultorias, empresas e profissionais referentes ao esporte, do público aos atletas, de clubes a projetos.

A gestão esportiva cresce bastante no Brasil e envolve muitos indivíduos. Um marco para esse cenário está na Lei de Incentivo ao Esporte, no qual empresas são incentivadas a investirem parte de seu imposto de renda em projetos aprovados pelo Ministério do Esporte. Com a ascensão de modalidades além do futebol, espera-se o surgimento de ainda mais oportunidades, o que demanda a preparação de bons profissionais de administração esportiva.

Atualmente, esse tema já está presente na grade de muitos cursos correlatos, como no curso de marketing esportivo do Foco Educação Profissional. Assim, os interessados têm uma melhor preparação para atuar na função e ainda podem se atualizar com outros cursos a distância pertinentes a essa pauta.

Análise do Consumidor Esportivo

Já dissemos que o sentimento dos consumidores por equipes, atletas, modalidades, eventos e tudo que se refere ao esporte é o ponto principal em uma campanha de marketing esportivo. Essa paixão e toda a dedicação dos torcedores com seus admiradores rendem boas estratégias e resultados extremamente positivos desde que haja um bom planejamento, análise e acompanhamento das metas.

O consumidor esportivo apresenta hábitos peculiares que devem ser estudados com afinco, por meio de pesquisas focadas em qualidade. O conceito de persona é essencial para saber claramente quais são seus desejos, necessidades e interesses. A partir daí, entende-se quais os fatores que influenciam em seu poder de compra e seu comportamento – sejam psicológicos, culturais, sociais, entre outros.

Fazer uma segmentação é fundamental, assim como acompanhar todas as fases da transação, do interesse ao fechamento da venda. Essa atenção é importante tanto para a atração/permissão (com as estratégias de inbound marketing) quanto para uma possível conversão e fidelização, tornando o cliente satisfeito e pronto para se tornar um admirador e promotor da marca.

marketing esportivo

Análise da Concorrência na Indústria do Esporte

Toda empresa que atende as mesmas necessidades dos clientes são concorrentes. Em relação ao mercado esportivo, o aumento é cada vez mais significativo, desde as lojas especializadas em artigos e produtos até aquelas que se voltam aos serviços, como as academias, por exemplo. Além disso, há de se salientar a importância do apelo da saúde no esporte, o que atrai muitos adeptos.

A análise da concorrência com foco na indústria do esporte segue o conceito geral de um planejamento de marketing, geralmente com o esquema FOFA, ou seja, a avaliação de forças, oportunidades, fraquezas e ameaças. Em paralelo, é crucial saber quais são os concorrentes diretos e indiretos, bem como realizar comparações das capacidades do rival com as de sua empresa, como a precificação, promoções e os canais de distribuição.

No mercado esportivo é comum a questão da exclusividade. Podemos verificar esse fator nos licenciamentos. Clubes e atletas associados à Nike, por exemplo, não devem usar materiais das concorrentes, como a Adidas – uma regra inscrita em contrato. Outra situação interessante é quanto aos direitos de transmissão de um campeonato ou evento, na qual acontece um verdadeiro leilão para aquisição desses torneios, afinal, a visibilidade e lucratividade são grandes. Quem não se lembra das Olímpiadas de 2012, praticamente ignoradas pela Rede Globo após a emissora perder os direitos para a principal concorrente, a Record TV? Pois é.

Essas disputas serão ainda mais frequentes e aumentarão conforme a ascensão da indústria do esporte. Mesmo que a passos lentos, muitas modalidades começaram a ser valorizadas no Brasil. O mercado fitness também está crescendo, conforme já salientamos anteriormente. Entidades e empresas estão interessadas em promover projetos sociais ligados ao esporte, etc. São cenários animadores e que chamam atenção, pois abrem boas chances de trabalho e investimentos.

Não perca tempo: aproveite nosso curso online para atualizar seus conhecimentos sobre o marketing no esporteheart. Invista em sua formação profissional e desfrute das boas perspectivas dessa área.

Confecção de uma Proposta

Montar uma proposta comercial relativa ao marketing esportivo demanda alguns passos primordiais. Conforme destacamos, a concorrência é grande, o que leva aos interessados em comprar uma cota publicitária, promover uma campanha ou divulgar um produto a criar um escopo bem estruturado, se dedicar a todos os detalhes essenciais. Listamos algumas dicas – que são aprimoradas em muitos cursos online ligados à administração e negócios do portal.

  1. Pensar nos objetivos, metas e premissas do projeto;
  2. Detalhar e organizar todas as informações necessárias por meio de uma apresentação impecável;
  3. Desenvolver um bom escopo, avaliando custos, tempo e táticas para alcançar as metas;
  4. Focar na clareza e assertividade das informações, identificando o serviço e as melhores metodologias para alcançá-lo;
  5. Realizar avaliações completas sobre o projeto, revisando periodicamente e analisando se a proposta tem potencial para um bom resultado.

Os certificados do Foco Educação Profissional podem ser usados para:


Prova de Títulos em Concursos Públicos

Horas complementares para faculdades

Complemento de horas para cursos técnicos

Progressão de carreira em empresas

Turbinar seu currículo

Revolucionar sua vida profissional e acadêmica

Valor e Mídia Espontânea

Mídia espontânea e geração de valor são meios fundamentais em todo o campo do marketing e da publicidade. São termos que vão à contramão dos investimentos em marketing direto e abraçam tendências mais permissivas e atrativas, próprias do que conhecemos como inbound marketing atualmente.

Aplicados ao esporte, esses conceitos podem ser exemplificados em duas situações: a primeira delas é o trabalho focado na imagem de um profissional, depois o local ou evento, na qual uma assessoria visa aprimorar os valores do contratado de modo que gere confiança em seus seguidores, para angariar mais fãs e chamar atenção do mercado publicitário. Atletas que representam marcas famosas são um exemplo concreto – além da propaganda direta, há ainda meios de promoção mais apurados, sobretudo nas redes sociais.

O outro aspecto está na responsabilidade social. Campanhas voltadas a ações positivas podem render mais ganhos do que metas essencialmente comerciais. Eis uma tática que valoriza os responsáveis, demonstra engajamento e chama atenção de modo natural. Muitas empresas estão focadas nesse contexto e investem cada vez mais em boas atitudes e ideias.

Quer saber mais? Conheça cursos a distância voltados às áreas de relações públicas e responsabilidade social também.

Clippings: Positivo e Negativo

O monitoramento de qualquer campanha ou projeto é relevante no marketing esportivo e pode ser realizado por meio de clippings. Esse trabalho é feito comumente por agências e assessorias especializadas, embora o setor de marketing de muitas corporações também se dedique à função.

O clipping é uma tarefa que visa procurar, apurar e analisar todas as notícias e informações a cerca de determinado serviço, produto ou publicidade que saem em diferentes canais. A partir daí, percebe-se sua abrangência e aceitação por parte do público, bem como outras características e demandas. Com isso, é possível apurar tanto o plano de marketing quanto os métodos de comunicação, divulgação e demais estratégias – dependendo, claro, dos resultados que podem ser positivos ou negativos.

Tudo que é referente ao marketing no esporte abraça os conceitos gerais do marketing em si, o que muda é o foco e as técnicas utilizadas. Sendo assim, qualquer indivíduo que tem amplo conhecimento e experiência na área pode se especializar nesse ramo específico e tirar proveito do momento favorável.

A qualificação em marketing esportivo pode ser realizada por qualquer profissional de comunicação (relações-públicas, publicitários, jornalistas, radialistas), por atuantes em áreas como administração, finanças e negócios e aqueles que já estão inseridos em qualquer segmento relativo à indústria do esporte.

O primeiro passo é recorrer ao Curso Online Marketing Esportivo, que oferece capacitação completa aos interessados, assim como procurar outras fontes de aperfeiçoamento constante. Aqui no Foco Educação Profissional temos mais de 1000 cursos online que podem te ajudar nesse objetivo.

Para ter acesso a todo esse conteúdo durante um ano, basta investir uma taxa única de R$69,90. Escolha o curso online do Pacote Master que mais te agrada e estude quando e onde quiser, por meio de computadores, smartphones e tablets. Se quiser, ainda há opção de certificados em carga horária de 5 a 360 horas.

Faça sua inscrição e tenha a sua disposição os melhores cursos online com certificado do mercado. Se tiver dúvidas, deixe um comentário. Gostou do artigo e dessa proposta? Compartilhe com seus amigos. Boa sorte e até a próxima!